Modelo de RPA

modelo de rpa

Recibo de Pagamento Autônomo, ou RPA como é bastante conhecido, é um documento feito e emitido pelo pagador, que contrata um serviço de alguém, que não esteja dentro do sistema da CLT.

Quem Pode Emitir?

Normalmente quem faz a emissão desse documento e quem faz a contratação do prestador de serviço e por isso, ele pode ser feito tanto por empresa, quanto pessoa física.

Além disso, o recibo RPA pode ser recebido por qualquer pessoa que não faça emissão de notas fiscais.

Geralmente uma pessoa que emite esse recibo é pessoa física, e faz isso para pessoa física também.

Já que se trata de um documento que comprova pagamento, e pode ser usado para diversas finalidades, como INSS, ISS, receita, etc.

Por que Emitir?

O documento é feito para comprovar o pagamento de tarefas esporádicas, que durem poucos dias.

Quando não houve contrato de trabalho e ele não for de longa duração, o RPA pode entrar em cena.

O documento possui várias vantagens, como por exemplo:

  • A empresa ou pessoa não tem de lidar com burocracias e encargos, podendo finalizar o vínculo a qualquer hora;
  • O profissional é contratado para funções específicas, que podem ser de curta ou média duração;
  • A tributação que esse tipo de serviço gera, é normalmente mais baixa do que de funcionários fixos.

O que Precisa ter no Recibo?

É fácil e bastante comum encontrar esse tipo de recibo pronto em papelarias, mas os modelos também podem variar de um lugar para outro na internet.

Existem algumas informações que são importantes e devem estar presentes no documento, sendo eles:

  • Nome, RG e CPF ou CNPJ de quem está pagando;
  • Dados do profissional, incluindo a inscrição do INSS;
  • Nome e assinatura do responsável que está fazendo o pagamento;
  • E possíveis descontos de impostos, et.
Leia Mais  Modelo de Carta de Demissão [ Como Fazer ]

Modelo de RPA

Veja abaixo uma imagem do modelo de RPA que lhe apresentamos e o qual poderá ser usado como exemplo para elaborar o seu:

https://www.blogodorium.com.br/wp-content/uploads/rpa-modelo.gif

É válido ressaltar que alguns tributos também devem estar presentes no recibo, principalmente o IRPF que é o imposto e renda, INSS e ISS, mas você não precisa fazer os cálculos, é possível encontrar alguns recibos pela internet que já possuem as fórmulas para calcular essas porcentagens sozinhas.

No documento também deve estar presente corretamente as informações do prestador de serviço, o tipo de serviço prestado, e o valor que foi combinado.

Todos esses detalhes são importantes para que o recibo seja válido e possa ser usados posteriormente para o caso de uma situação judicial.

E então, já ficou a saber que modelo de RPA usar de forma fácil, podendo adaptar como necessitar, bastando copiar e imprimir?

Deixe nos comentários qualquer dúvida ou sugestão com que tenha ficado após a leitura do artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *