Modelo de Procuração de Plenos Poderes

modelo de procuração de plenos poderes

Quando a procuração é feita dando plenos poderes, ela é usada para conceder o outorgado dos poderes para agir sobre qualquer aspecto da vida em nome de outra pessoa.

Sendo assim, nas mais variadas praticas e diversos tipos de atos, elas podem ser necessárias para fazer em conformidade de seus interesses.

Normalmente esse tipo de documento é usado para determinar alguém para tratar de assuntos importantes quando a própria pessoa não pode fazer por si mesmo devido a uma viagem, alguma doença que a deixe impossibilitada, etc…

No caso de não haver um outorgante, o outorgado pode proteger seus bens e interesses sob qualquer assunto necessário.

Para que Serve?

Como já foi dito, o documento dá total poder para que uma pessoa atue e resolve trâmites legais em nome de outra. Como assuntos bancários, empréstimos, saques, etc…

Quem possui esse tipo de poderes também pode autorizar qualquer documento em nome ou representando a outra pessoa.

Modelo de Procuração de Plenos Poderes

Veja abaixo um modelo de procuração de plenos poderes bem completo, onde é possível ver sob quais aspectos uma pessoa pode autorizar a outra a agir por si mesma.

Procuração de Plenos Poderes   Outorgante: (nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), inscrito(a) no CPF sob o nº ____________ e no RG nº __________, residente e domiciliado à rua ____________, nº ___________- Bairro __________, Cep ___________, na cidade de _________ – (UF).

Outorgado: (nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), inscrito(a) no CPF sob o nº ___________ e no RG nº ________ residente e domiciliado à Rua __________, nº _______ – Bairro ___________, Cep ___________, na cidade de ___________ – (UF).

Poderes: Amplos, plenos, gerais e ilimitados para tratar e resolver sobre qualquer assunto, negócio e interesse do(a) outorgante, representando-o(a) ativa e passivamente, em juízo ou fora dele, podendo vender, comprar, ceder, transferir, permutar, hipotecar, assumir compromisso, dividir, lotear, ou por qualquer forma alienar ou onerar bens móveis e imóveis, semoventes, direitos, ações, créditos, títulos, veículos e outros, bem como alugar ou arrendar quaisquer bens móveis e imóveis, pagar e receber preços, sinais, princípio de pagamentos ou totais, dar, aceitar e assinar recibos e quitações, outorgar, aceitar e assinar escrituras públicas e contratos particulares de qualquer natureza, inclusive com pacto adjeto de hipoteca, rescindir, alterar, prorrogar, retificar, ratificar, estipular cláusulas e condições, transmitir e receber posse, domínio, direitos e ações, responder e obrigar pela evicção legal, descrever e caracterizar imóveis, dando medidas e confrontações, fazer declarações de estilo, representar perante Bancos em geral, inclusive Banco do Brasil S/A, Banco Central do Brasil e Caixas Econômicas Federal e Estadual, podendo abrir, movimentar, transferir e encerrar contas bancárias, emitir, endossar, sacar e assinar cheques, fazer depósitos e retiradas mediante recibos, solicitar saldos e extratos de contas, requisitar talões de cheques, receber toda e qualquer quantia devida ao(à) outorgante, inclusive restituições imposto de renda, salários, férias, pensões, benefícios, seguros, PIS, FGTS e pecúlios, assinando os necessários recibos e dando as respectivas quitações, movimentar contas de cadernetas de poupança, depositando e retirando quantias, inclusive de juros e correção monetária, representar perante qualquer órgão arrecadador ou fiscalizador do imposto de renda, fazer e assinar sua declaração, declarar bens, dívidas e créditos, assim como pagamentos feitos e recebidos, juntar e retirar documentos, prestar declarações, requerer, recorrer, fazer declarações complementares, se necessário, fazer e assinar contratos de locação, estipular cláusulas e condições, aceitar e recusar fiadores, rescindir contratos ou transferi-los, promover despejos e fazer acordos, receber alugueis e indenizações, dando recibos e quitações, contratar obras necessárias à conservação e segurança do(s) imóvel(is) do(a) outorgante, pagar impostos e taxas e reclamar dos indevidos, representar perante as repartições públicas Federais, Estaduais, Municipais, Autarquias e Sociedades de Economia Mista, Cartórios de Notas e Registro de Imóveis, Detran e INSS, podendo promover registro de imóvel(is), assinar livros, papéis, guias, requerimentos, contratos e formulários, juntar e retirar documentos, prestar declarações, efetuar pagamentos de taxas, impostos e emolumentos, autorizar cancelamentos, averbações e matrículas, concordar com termos, cláusulas, cálculos, condições e formas de pagamentos, constituir advogados, com os poderes da cláusula “ad judicia” para o foro em geral, em qualquer Juízo, Instância ou Tribunal, para propor contra quem de direito as ações competentes, e defender os interesses do(a) outorgante nas contrárias, seguindo umas e outras até final decisão, usando dos recursos legais e acompanhando-os, praticando, requerendo, alegando e assinando o que se faça necessário ao bom e fiel cumprimento do presente mandato, e que necessite de sua presença, outorga ou assinatura.

(localidade), (dia) de (mês) de (ano).

(assinatura)
(nome do outorgante)

E então, já ficou a saber que modelo de procuração de plenos poderes usar de forma fácil, bastando copiar e imprimir?

Deixe nos comentários qualquer dúvida ou sugestão com que tenha ficado após a leitura do artigo.

Leia Mais  Modelo de Contrato de Namoro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *